Nosso país encontra-se em segundo lugar no ranking mundial em número de piscinas, o que deve-se ao fato de vivermos em um país tropical, onde a maior parte do tempo o clima é bastante quente, propício para banhos de piscina.

Devido a esta grande aderência por parte dos consumidores, existem atualmente diversos modelos de piscinas e opções para todos os gostos. Piscinas com água aquecida, hidromassagem, com luzes que mudam de cor, cascatas, tudo que for necessário para aumentar o conforto e corresponder às exigências estéticas impostas pelos donos, que cada vez mais optam por inovar e ousar.

Primeiramente devemos ponderar tres itens antes de comprar uma piscina: tamanho desejado, área disponível e orçamento. Os tipos de materiais utilizados para construção das piscinas dependem da necessidade do cliente. Fibra de vidro, vinil ou azulejo, cada uma tem características específicas, variações no custo e aparência.

Piscina de fibra de vidro

A fibra de vidro é recomendada quando o orçamento for um pouco limitado, pois é mais barata e implica pouco tempo de instalação (geralmente são necessários apenas 10 dias de obra), bastando escolher o modelo adequado ao terreno  e à sua família. Os modelos são bastante variados, sua desvantagem é que, por ser um produto pré-fabricado, sua escolha está delimitada à oferta existente.

Piscina de vinil

As piscinas de vinil são recomendadas para quem queira versatilidade nos formatos, modelos e profundidade. São completamente adaptáveis ao espaço disponível, podendo acompanhar curvas e ângulos com perfeição. Tem uma variedade enorme de estampas, agradando todos os tipos de clientes.  Sua construção também é rapída e poupa tempo e mão de obra, o que implica também redução nos gastos. As piscinas de vinil têm também outra qualidade, são faceís de limpar, devido a sua superfície lisa e sem rejuntes, que são o caso das piscinas de azulejos, que facilitam a formação de fungos e algas. Os valores das piscinas de vinil também não são muito elevados, o que torna-se vantajoso pois o que acabar por economizar na construção, pode ser investido nos detalhes e acréscimos, como: aquecimento, luzes, hidromassagem, bancos dentro d’água e até mesmo uma prainha infantil.

Piscina de azulejo

Pelo contrário, as piscinas de concreto e azulejo, são bastante dispendiosas e exigem muito mais tempo de obras.  Sua maior vantagem é a durabilidade e possibilidade de personalização, podendo ser feita no formato desejado, correspondendo a qualquer exigência do cliente. Seu piso pode ser ilustrado com desenhos formados pelos próprios azulejos, o que tornam as piscinas únicas e arrojadas.  Podem ser revestidas com acabamentos cerâmicos ou pastilhas de vidro, que também encarecem o produto.  Sua construção deve ser muito bem planejada, pois podem surgir imprevistos que impossibilitem a construção inicialmente desejada, onde sejam necessárias alterações que podem implicar mais gastos.

O fundamental é planejar muito bem a construção da sua piscina, ponderando todos os pontos negativos e positivos de cada opção, comparando-os com seus desejos e é claro, orçamento disponível. Procurar sempre profissionais especializados, para não acabar sendo surpreendido e passar o verão, fora d’água.